Arquivo de etiquetas: plantar e colher; a semeadura é livre e a colheita obrigatória

PARE DE RECLAMAR E COMECE A SERVIR

 

(Autoria de Eliana Barbosa)*

 

Vemos, todos os dias, inúmeros casos de pessoas com problemas financeiros ou de desavenças familiares, ou de doenças, e, muitas delas, deparam-se com essas dificuldades com um espírito de revolta e mágoa.

Se você tem agido assim, eis aqui o meu recado amoroso:

Entenda que a força maligna de seus pensamentos negativos atrai para sua vida aquilo que você teme sofrer.

Não agrave sua situação, assumindo o papel de vítima, vivendo em lamentações e comparações invejosas em relação àqueles que conseguem crescer.

A vida ganha sentido quando você começa a vivê-la com intensidade, tanto os momentos bons, quanto os “menos bons”. Estes não são de todo ruins, porque sempre deixam a semente de um benefício.

Enfrente seus problemas com fé e confiança em dias melhores que virão sim, sobretudo se, apesar de toda a sua dor, material ou moral, você souber fazer a sua parte para melhorar o mundo em que vive.

É hora de parar de reclamar e começar a servir.

Essa atitude servidora começa no lar, com o companheirismo e a cooperação nas atividades domésticas, com a compreensão e paciência com os parentes mais complicados e a certeza de que ninguém está ao nosso lado por mero acaso.

Tudo na vida tem uma razão de ser e se você busca a felicidade, comece, o quanto antes, a pensar também nos outros e a compartilhar com eles o que você tem de melhor.

Olhe ao seu redor e observe quantas pessoas em situação financeira deplorável precisam de apoio, não só material, mas também moral. Há sempre alguém ao seu lado carente de atenção e incentivo.

Portanto, dê um basta nas lamentações e desculpas e entre em ação, porque a tão almejada prosperidade é simples consequência na vida de quem se compromete a fazer a diferença, semeando e servindo no bem.

Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos.

Contato: eliana@elianabarbosa.com.br ou pelo WhatsApp: +55 (34) 99972-4053

 

TUDO O QUE SE PLANTA, A GENTE COLHE?

flores-jardim-wallpaper
(Autoria de Eliana Barbosa*)

 

Tudo o que se planta, a gente colhe??? Esta é uma pergunta cujas respostas se divergem…

Ao ver tanta corrupção e impunidade em nosso país, há pessoas – principalmente as imediatistas e materialistas – que vão me dizer que não… Afinal, grande parte dos corruptos continuam plantando opressões e privações e estão aí… livres, leves e soltos, colhendo uma aparente vida boa.

Porém, nós todos sabemos que é impossível semear pimenta e colher morangos; semear dor e colher felicidade. Isso não existe!!!

O que vemos na vida superficial dessas pessoas que plantam o mal não corresponde ao que realmente acontece com elas.

Imagine a carga de energia negativa que recebem, diariamente… E como deve ser negra e sombria a nuvem que paira sobre eles e seus familiares… Chegará o dia em que suas consciências irão cobrar cada ato, cada palavra, cada gesto – o dia da colheita!

Na verdade, não deveríamos questionar a Lei do Plantar e do Colher – a semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória mesmo. É preciso paciência e persistência para continuar a plantar o bem, a concórdia, a retidão e o amor.

O que faz algumas pessoas desacreditarem dessa Lei é que a germinação daquilo que se planta costuma ser lenta, podendo levar décadas para se processar, porque ela não depende só de quem planta, e sim das condições externas, que têm grande influência nos resultados. Daí, a necessidade da perseverança.

Sempre digo aos pais amorosos e honestos que estão sofrendo com filhos rebeldes, que não se desesperem e que persistam no caminho do bem, porque nada é mais transformador do que o exemplo.

E lembre-se: O “Banco Central” do Universo, através de nossas consciências, sempre nos cobrará o tempo perdido, cada ação amorosa que tivermos negado, ou oportunidade de servir que ignoramos.

Então, continue firme no seu plantio do bem e confie! Cada um tem o que merece, no tempo certo, e só Deus sabe o momento exato da sua colheita!

Pense nisso com carinho e seja muito feliz!!!

(*Psicoterapeuta, coach de relacionamentos, escritora e palestrante no campo do autodesenvolvimento, e apresentadora em TV e rádio)

Neste vídeo abaixo, o jornalista Luis Cláudio Faria entrevista o psicoterapeuta Fernando Vieira Filho sobre o tema deste artigo, e você, assim, poderá aprofundar sobre Plantar e Colher: 

 

 

BANNER PARA CAPTURA