Arquivo de etiquetas: sentimento

5 SENTIMENTOS TÓXICOS QUE AFASTAM A PROSPERIDADE

sleep

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Em meus atendimentos e palestras, ensino como trocar sentimentos negativos por positivos, otimistas e construtivos.

Sabendo que sua vida é um reflexo de seu mundo interior, de seus pensamentos, sentimentos, emoções, crenças e preces, veja, então, como combater 5 sentimentos tóxicos que afastam a prosperidade de você (sempre lembrando que a prosperidade é composta pela boa saúde, bons relacionamentos e dinheiro):

  1. RESSENTIMENTO – Guardar rancor de alguém é estocar lixo dentro de você, que, mais dia menos dia, se transformará em doença ou problemas financeiros. Decida perdoar, lembrando que o perdão não é esquecimento das ofensas no sentido de perder a memória, e sim, no sentido de “deixar de lado” e colocar o ofensor em uma posição de “desimportância” em sua vida.
  2. CULPA – Sentimento improdutivo que sabota a sua felicidade e o seu sucesso. Se hoje você se sente incapaz de cometer os mesmos erros do passado, então é porque você evoluiu e merece uma chance para mudar. Minha dica é um exercício de autoperdão, onde você vai falar para sua imagem no espelho, duas vezes ao dia (ao acordar e antes de deitar), 21 vezes, a seguinte declaração: “Eu me perdoo e me liberto para ser feliz! Eu mereço!”
  3. INVEJAAo invés de ficar se comparando a quem é melhor do que você, faça um trabalho interior de autocomparação, ou seja, veja como hoje você é uma pessoa mais experiente e capaz do que era anos atrás, e valorize-se!
  4. INFLEXIBILIDADETenha compaixão e paciência com aqueles que não são como você. Aprenda a se colocar no lugar dos outros, sentir o que eles sentem, entender o ponto de vista deles, e, assim, seus pensamentos se tornarão mais leves e flexíveis.
  5. MEDOS – Falo aqui dos medos que sua mente cria para bloquear seus caminhos – medo do mal dos outros, do sucesso, da pobreza, de ficar sozinho, das doenças, da velhice, etc… A melhor forma de combater estes medos é usando sua imaginação para se ver feliz e realizado, cheio de boas energias e livre de qualquer temor. Assim, amplie sua fé em Deus e faça a sua parte naquilo em que é possível agir. Sempre digo que o Universo adora apoiar quem sabe o que quer!
Guarde bem: Curar sentimentos é abrir-se para a prosperidade que você merece em sua vida!

 

Aproveito para convidar VOCÊ para o Curso COMO EQUILIBRAR SUAS EMOÇÕES PARA UMA VIDA PLENA, nas cidades de UBERABA – MG E CALDAS NOVAS – GO, onde você vai aprender a dominar sua mente, seus pensamentos e sentimentos para conquistar mais saúde física, mental, emocional, relacional e financeira.
Venha participar desta valiosa experiência, com 5 horas de duração,  em um trabalho de pura inspiração e transformação rápida e duradoura!
CONFIRA AS DATAS, ABAIXO!

BANNER CURSO EM UBERABA - COMO EQUILIBRAR...

 

BANNER CURSO EM CALDAS NOVAS OUT 2017

COMPLEXO: SENTIMENTO DESTRUTIVO

baixa-autoestima-cuidado-com-ela-71-315

(Autoria de Eliana Barbosa)*

O tipo de sentimento que mais atrapalha o crescimento pessoal e profissional é o complexo.

Não bastasse fazer verdadeiro terror na vida da pessoa que o transporta consigo, o complexo assume uma série de variações, tais como: complexo de inferioridade, complexo em relação ao tamanho e ao peso corporal, em relação às capacidades intelectuais e outros sentimentos negativos, como abandono, perseguição, culpa e outros.

Os complexos são típicos de pessoas que não se aceitam e não aceitam a vida que levam.

São revoltadas causadas por “n” motivos: gordura, falta de curvas, pobreza, falta de oportunidade para estudar, desemprego, etc.

A pessoa não aprende a se apreciar como é, a se respeitar com as suas qualidades e naturais limitações.

Os complexados são indivíduos muito negativos que vivem da comparação com as demais pessoas.

E a dor do complexo costuma incomodar muito, fazendo com que a pessoa se afaste dos amigos e se isole da sociedade, pouco a pouco.

O mais lamentável é que a maioria dos complexos que conhecemos, são infundados, geralmente criações da mente da própria pessoa, que tem a autoimagem distorcida, destruída talvez pela falta de aprovação durante o seu crescimento.

Ouviu tantas críticas e desaprovações durante a infância e a adolescência, que se tornou um indivíduo pessimista e negativo em relação a si mesmo, e o pior: aos outros também.

Não percebe que o encanto de cada ser humano está sempre nas suas diferenças, naquilo que ele mostra de especial e não nas padronizações que são pregadas pelas propagandas – corpo magro, pele jovem e sem rugas, etc.

Os complexos, especialmente os ligados à aparência física são extremamente prejudiciais nos relacionamentos afetivos, de modo que a pessoa não se abre para o amor e para os carinhos quando está se sentindo inferior ou feia diante do seu parceiro.

E somente um trabalho sério de resgate da autoconfiança e do seu amor-próprio poderá reverter esta situação.

O fato é que o verdadeiro amor só acontece para quem se ama verdadeiramente.

Esse tipo de complexo em relação ao corpo, muitas vezes é tão atuante na vida da pessoa, que se torna uma obsessão, uma doença, que hoje é conhecida por “dismorfofobia”, ou seja, medo de uma própria deformidade imaginária.

Casos muito sérios são relatados, principalmente sobre jovens meninas acometidas por Anorexia e Bulimia – transtornos alimentares ligados às distorções da autoimagem. Olham-se no espelho e se enxergam sempre acima do peso real que elas têm…

Alem do mais, é preciso considerar também os complexos que as pessoas carregam ao longo da vida e transferem, de forma inconsciente, para os seus filhos, na forma de frustrações, irritabilidade, culpas sem fundamento.

As crianças, com tais exemplos no lar, crescem inseguras do seu valor e aprendem a viver sempre na base da comparação, o que pode se tornar um enorme problema, quando chegam à adolescência.

Muitos adolescentes, para não se sentirem excluídos da turma, e para esconderem os seus complexos, alguns aprendidos com seus pais, não conseguem dizer “não” às más companhias, às drogas e aos demais vícios, numa busca constante de aprovação.

Por tudo isso… Guarde bem: Dar espaço para os complexos é abrir portas para as comparações que destroem a sua autoimagem.

Quando você não compara, toda a inferioridade e superioridade desaparecem e aí, você descobre a importância de ser… VOCÊ MESMO!

Pense nisso com carinho!!!

E saiba que estou aqui pra te apoiar no fortalecimento de sua autoestima e autoconfiança… Por isso, conheça o PROJETO VOCÊ MELHOR EM 30 DIAS (para MULHERES), e veja se este é um treinamento pra você: CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS! 

BANNER PARA OS BLOGS

 

(*) Eliana Barbosa é coach de relacionamentos, psicoterapeuta, escritora e palestrante no campo do autodesenvolvimento, e apresentadora em TV e rádio

Quero um grande amor…

 

Como faço para encontrar um grande amor? Estou muito ansiosa para amar e ser amada…(Susana)

Prezada Susana, só há uma receita, a meu ver, para se encontrar um grande amor: você precisa, primeiramente, apaixonar-se por você mesma. Você precisa valorizar-se, admirar as suas qualidades, ser mais paciente com os seus defeitos, procurando melhorar-se cada vez mais e parar de culpar o mundo pelos seus problemas. Evite criar expectativas em torno das pessoas, idealizando um grande amor, porque o amor verdadeiro é tão espontâneo, que quando surgir, você pode até não acreditar… Enquanto você sentir essa ansiedade, será muito difícil você ser notada e causar encantamento em quem quer que seja. Seja você mesma, cuide de sua saúde e de suas emoções, e, em seus pensamentos, utilize visualizações com você mesma em momentos felizes e românticos, e deixe o Universo conspirar a seu favor.