Arquivo de etiquetas: organização

Qual seu projeto de vida?

São José do Rio Preto, 30 de julho de 2006

 

Fabiano Ferreira

00:30 – Planejar é preciso. Esperar pela sorte ou pelo acaso para ver a vida acontecer da maneira como sonhamos é como jogar na loteria. Ou seja, quem não planeja tem menos chance de ganhar, de realizar aquilo que mentaliza para sua vida. Um dos grandes erros é não planejar a vida pessoal. São muitos os profissionais que planejam suas carreiras, sabem os cursos que querem fazer, o cargo que desejam ocupar e como atingir suas metas e bater os próprios recordes. No entanto, são muitos também os que deixam a vida pessoal ao léo e tempos depois sentem-se infelizes, insatisfeitos e até estressados por ver o descompasso entre o escritório e o ambiente doméstico. A vida pessoal precisa sim de um plano. É preciso saber quem somos, nossos desejos, aspirações e nosso papel enquanto marido, mulher, enquanto pais, enfim, enquanto uma pessoa que faz diferença.

O Diário convidou três profissionais que trabalham diretamente com orientação sobre projetos empresariais e de qualidade de vida para dar dicas de como se pode montar um plano para ter uma existência mais significa do ponto de vista pessoal. Mas todos alertam: cada um pode ouvir o coração e verificar suas potencialidades para descobrir caminhos que, apesar de diferentes, levem também ao êxito. Leia nesta e na página 3 o que dizem a consultora de desenvolvimento humano e escritora Eliana Barbosa, a psicóloga especializada em consultoria sobre qualidade de vida, Regina Vera Dias, e a personal executive coach Jael Coaracy.

Adquira mais disciplina
A dificuldade de planejamento é comum, mesmo vivendo numa sociedade em que tudo é medido, contado, manipulado para dar certo, para gerar lucro. “Em minhas atividades como palestrante motivacional e transformacional, tenho observado uma grande dificuldade nas pessoas em relação a planejamentos, de forma geral. O primeiro ponto que percebo é a dificuldade de muita gente em ter e manter atualizada uma agenda diária, que representa o mínimo de planejamento que devemos fazer em nosso dia-a-dia. Bem elaborada e seguida uma agenda pode nos tornar ‘experts’ em administração do tempo”, diz a consultora Eliana Barbosa, autora do livro “Acordando para a vida – Lições para a sua transformação interior” (Editora Novo Século). É comum que o plano de vida pessoal seja adiado e fique só na mente da pessoa: “Eu queria isso…”, “Eu queria aquilo…”. E o tempo vai passando e nada acontece. Primeiro porque a pessoa tem de dizer “Eu quero…”, que é muito mais enfático do que “Eu queria…” e, mais do que ficar dizendo, precisa escrever seus planos pessoais, claramente definidos.

Um dos segredos para atingir o sucesso, segundo os gurus de auto-ajuda, é ter um plano de vida no papel. “Por que será que tudo o que é importante em nossas vidas é por escrito – certidão de nascimento, casamento, registro de imóveis – e o nosso plano de vida, mais importante que tudo isso, fica sem registro, só vagando pelos pensamentos?”, questiona Eliana. A maioria das pessoas foi condicionada desde a infância a colocar tudo e todos em primeiro lugar e só depois pensar nelas mesmas. Por isso há tantas dificuldades em traçar algumas linhas e escrever os próprios desejos e metas, que são os sonhos com data para acontecer. “Se você vive a vida como a folha que voa de acordo com o vento, você não consegue ser feliz, porque não tem o controle sobre os acontecimentos e sobre você mesmo.

Você dá este poder para o mundo externo, para todos ao seu redor e deixa a vida correr, perdido e ansioso, porque não sabe o que virá pela frente. Percebe o quanto isso é triste para um ser humano?”, comenta a consultora Eliana. Ela recomenda: quem deseja ser bem-sucedido e feliz precisa urgentemente traçar um plano de vida pessoal, porque é ele que vai trazer mais segurança e autoconfiança no processo de crescer e aprender a viver melhor. Mas é importante levar em conta que deve ser o seu plano de vida e não o plano de vida que os outros desejam para você. Recorte o quado ao lado, preencha e cole-o em local visível para que diariamente você se lembre de dar atenção ao seu plano pessoal.

 

Roteiro para seu planejamento pessoal

:: Você deve dividi-lo em plano pessoal de curto, médio e longo prazos. Considere o de curto prazo aquele datado até o final deste ano e depois, planeje para os próximos 1, 2, 5, 10, 20 anos ou mais. Apesar de já estar com meio ano de atraso, você ainda pode planejar muitas conquistas até o final deste ano

:: Divida a sua vida pessoal nas seguintes áreas, preenchendo com os seus planos cada uma delas: saúde (física e emocional), relacionamentos (intrapessoal – com você mesmo, melhorando a sua auto-estima e se conhecendo cada vez melhor – e interpessoal – a dois, familiar e amizades), finanças, profissional, espiritual (o que você pretende fazer para estreitar seus laços com Deus?) e lazer (viagens e passeios)

:: Lembre-se de que para cada registro, você deve colocar uma data para atingir suas metas. Não se preocupe em “como” você vai atingi-las, porque o que é importante para a sua mente e para o Universo é entender “o que” você quer de verdade

:: Além disso, seja bem específico em relação a números e quantidades, porque, por exemplo, se você escrever apenas que quer ganhar mais dinheiro, R$ 10 já satisfazem as suas expectativas? Mas cuidado: seja realista e não fique esperando dinheiro de loterias, porque isso não depende do seu esforço e sim do fator “sorte”

:: Depois de elaborado o seu plano de vida pessoal, complete-o com algo de extrema importância: o Plano B. Sim, porque, na vida, podemos ganhar ou perder e temos sempre que nos preparar para as perdas, se acontecerem. A minha filosofia de vida é o seguinte: Penso sempre no melhor, planejo o melhor e acredito no melhor, mas estou sempre preparada para o pior, caso ele aconteça! Isso é ter sempre um Plano B, recheado de criativas alternativas que nos dão mais segurança no viver

:: Traçadas e datadas as suas metas de vida, procure escrever, agora, o caminho, o passo-a-passo para a realização de cada uma delas

:: Ao fazer o seu plano de vida pessoal, busque alinhar as suas metas, para que todas as áreas de sua vida estejam em equilíbrio

:: Avalie se suas metas estão baseadas no formato “ganha-ganha”, ou seja, ganha você e ganham os outros também. Ética é fundamental. Preserve e nutra sempre os seus valores morais, porque um dia plantamos e no outro, queiramos ou não, colheremos aquilo que insistimos em plantar

:: Faça uma lista das pessoas com as quais você pode aprender mais e receber apoio, quando precisar

:: Lembre-se: toda mudança gera em nossas vidas ganhos e perdas. Portanto, para cada meta estabelecida, enumere os ganhos e as perdas que você terá ao alcançá-las. Desta forma, você estará sempre com a cabeça nos sonhos e os pés no chão

:: Flexibilidade e disciplina, em relação a qualquer planejamento, são fundamentais. Seja flexível, revendo e adaptando as suas metas, de acordo com as reais possibilidades, e disciplinado no sentido de ler e reler diariamente os seus preciosos planos de vida
Como a montar seu projeto pessoal:

>> Pegue uma caneta e papel e responda de forma objetiva as perguntas abaixo para ter condições de traçar um projeto de acordo com as dicas dos especialistas:

:: Quem sou eu?
:: Quais são meus valores e princípios?
:: O que quero da vida?
:: Como atingir meus objetivos?
:: Que ações tenho de colocar em prática desde já?
:: Como imagino minha vida daqui a cinco anos?
:: Que exemplo quero deixar para as pessoas que conheço?

 

Pés no chão, papel e caneta em mãos e perseverança
Não adianta querer tudo de uma única vez. Para conseguir o que se quer na vida pessoal é preciso estabelecer planos, usar e abusar da disciplina e ter consciência e paciência de que tudo tem seu tempo e sempre acontecerá “uma coisa de cada vez”. Assim fica mais fácil traçar um plano pessoal realista, tendo em vista que nem tudo pode sair como planejamos. Quantos talentos não se perdem pelo caminho, quantas pessoas não experimentam a felicidade pura e simplesmente por não saber se planejar, por não saber como organizar sua vida para atingir aquilo que deseja? É preciso ser assertivo, saber o que quer e ser objetivo e enfático rumo aos sonhos.

Dosar e equilibrar razão e emoção são fundamentais para atingir o que se quer. Quem age por impulso ou ignora que mesmo um plano pessoal precisa levar em conta o coletivo, está fadado a não sair do lugar a vida inteira. Realizar sonhos e metas pessoais não combina com comodismo, com o conformismo e a mediocridade que atacam muitos que desistem nas primeiras derrotas rumo à felicidade. A psicóloga e consultora de projetos de qualidade de vida Regina Vera Dias, de São Paulo, divide a construção de um plano de vida pessoal em passos. Ela se vale do modelo de plano de carreira para dar as dicas. A aplicação de estratégias de um pode ajudar o outro a dar certo.

Para ser feliz na vida pessoal é preciso ter respaldo do lado profissional. Por isso, não se deve escolher uma profissão simplesmente por ela ser incomum ou baseada no retorno financeiro. Deve-se escolher algo que tenha sinergia com suas questões internas e pessoais. “A profissão deve se parecer com um companheiro que, apesar das dificuldades, queremos sempre tê-lo por perto”, diz Regina. Às vezes, descobrir o caminho envolve a ajuda de um profissional vocacional ou de coaching. Caso se faça a escolha errada é preciso segurança e ousadia para mudar o rumo a tempo. Com uma profissão que nos satisfaça fica mais fácil que os intentos da vida pessoal tenham êxito. É praticamente impossível ser feliz em casa se no trabalho só se coleciona amarguras.

Para ter um plano pessoal básico é necessário definir objetivo, processo e resultado. O objetivo é vislumbrar aquilo que se gosta de fazer, o que vou fazer. O processo é como estabelecer metas: quanto custa, o que preciso, como posso construir a melhor estratégia para alcançar o meu objetivo. Quem pode ajudar. “Lembre-se tudo que é feito em conjunto causa resultados mais imediatos. Devemos sempre compartilhar com alguém dos nossos objetivos, pois falar clareia o pensamento, deixando as idéias mais objetivas e acabamos descobrindo quais são nossas limitações e dificuldades”, continua a consultora. Pensar nos resultados também estimula a realizar os planos pessoais. Leve em conta o tempo que dispõe e que pretende investir para atingir o que almeja.

É importante que na jornada pessoal rumo à felicidade cada um defina o que quer, os caminhos a tomar, como crescer, como se comportar e como colocar em prática os aprendizados. É importante ter em mente se a intenção é ter uma família, conhecer o mundo, desenvolver um dom artístico, enfim, o que for preciso para atingir a satisfação. Outro passo essencial na construção de uma trajetória pessoal de sucesso é saber que nunca seremos felizes sozinhos. Todos precisam de uma família, filhos e amigos. “Caso não se dê importância a isso, crescemos como profissionais viciados em trabalho e nos tornamos insensíveis e pouco criativos com o tempo.

Não desenvolvemos a inteligência emocional e acabamos comprometendo a saúde física e emocional, morrendo antes do tempo necessário para atingir a sabedoria”, diz Regina Vera. Para ela, projetos pessoais devem ser direcionados em conjunto com os profissionais. Férias são importantes, viagens, experiências novas, busca por relacionamentos nutridores, conhecer lugares especiais e aprender a viver longe da mesmice são atitudes fundamentais que devem ser projetos de todos.

O que quero para mim?
Na opinião da consultora e coach de executivos Jael Coaracy, o planejamento pessoal vem antes do plano de carreira ou do plano financeiro para obter metas. Num mundo globalizado e competitivo muito se fala sobre plano de carreira, planejamento financeiro e outras estratégias para crescer e alcançar metas. Mas de que adianta tudo isso se a pessoa, que é a razão da própria vida, não estiver em contato com seu interior e não souber quem é verdadeiramente? “É preciso estar muito consciente a fim de escolher a vida que deseja viver sem correr o risco de deixar que a sua vida seja conduzida pelas crenças e expectativas das outras pessoas”, diz Jael. Ela acrescenta: “A verdadeira definição de sucesso é fazer aquilo que se ama e estar feliz com o que se é enquanto se faz aquilo que se ama”. O que você está esperando então para pegar caneta e papel e começar a traçar seu plano de vida?

Seja responsável pelas escolhas
Cada um é responsável por suas escolhas. É preciso exercer o poder pessoal de traçar o planejamento da própria vida antes de tudo. Como posso expressar meus talentos? De que forma eu posso desenvolver meu potencial no mundo? O que me faz feliz? Que tipo de relacionamento eu quero para mim? Segundo a consultora e coach de executivos Jael Coaracy as respostas a essas questões são fundamentais para se configurar um planejamento pessoal. Para isso, é preciso conhecer seus valores, que funcionam como luzes ao longo do caminho, sinalizando a direção certa.

Amor, liberdade, família, segurança, saúde, autonomia, inovação, relacionamento, honestidade, são exemplos de valores que norteiam o fundamental e inevitável planejamento pessoal. “A não ser que a pessoa tenha consciência do seu propósito de vida, não há como pensar em carreira ou em vida financeira. O propósito de cada um é único e está alinhado com seus valores principais. Quando alguém vive de acordo com seu propósito, sente que flui com a vida.”