Arquivo de etiquetas: mulheres; mulheres mais felizes; poderosas e felizes; elianabarbosashow

JOGO DA VIDA

JOGO DA VIDA

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Na vida, uma hora a gente ganha, em outra a gente perde. Normal… Porém, a  forma como encaramos cada etapa é que faz a diferença.

Veja, então, 8 dicas poderosas para você lidar com os naturais altos e baixos de sua existência:

  1. Sem dramas – Nada de se ‘descabelar’ diante das crises. Nesse momento, ter autocontrole vai lhe trazer clareza para encontrar a melhor solução.
  2. Plano B – Em seu cotidiano, seja sempre otimista, esperando o melhor, mas também realista, preparando-se para o pior (caso aconteça). Ou seja, tenha sempre um Plano B, para cada área de sua vida.
  3. Ganhos e perdas – Entenda que mudar faz parte do jogo da vida, e se você não decidir mudar por conta própria, acabará mudado pelas circunstâncias. Então, prepare-se para os ganhos e as perdas inerentes às mudanças. Quanto maior o preparo, menores as frustrações!
  4. Chega de usar “mas…” – Para vencer nesse jogo, é preciso que você dê um basta às desculpas que o impedem de agir… Pare de ficar dizendo: “… mas isso é difícil!”, “…mas não vou conseguir!”, “…mas ele não me valoriza!”,..
  5. Mude suas perguntas – Ao invés de ficar se perguntando “Por que isso aconteceu comigo?…”, “E se eu tivesse sido mais amado?”..., saia do passado que você não pode mudar, e mire-se no futuro: O que eu posso fazer para isso não acontecer mais?” ou Como posso expressar meu amor por mim mesmo?” , etc…
  6. Gratidão – Em tempos de ventura, agradeça e desfrute das bênçãos. Em tempos de crise, coloque foco naquilo que, apesar de tudo, ainda está bem em sua vida, valorize cada acontecimento e seja grato!
  7. Perdão – Para se libertar de uma fase ruim e caminhar para tempos felizes, disponha-se a perdoar – a si mesmo por escolhas erradas e àqueles que o feriram ao longo da vida. Lembre-se: O perdão faz tão bem para a sua saúde que, mais do que um ato de misericórdia, é um ato de inteligência e de amor-próprio!
  8. Pense no benefício – No jogo da vida é preciso saber perder com dignidade e positividade, encarando cada problema como a semente de um grande benefício. Dias melhores virão, com certeza!
 Aproveito para convidá-lo para participar do Curso CURA DOS SENTIMENTOS, no próximo dia 18 de junho, onde você vai aprender a dominar sua mente, pensamentos e sentimentos para conquistar mais saúde física, mental, emocional, relacional e financeira.
ARTE PARA PANFLETO TURMA 5 UBERABA
 Clique na imagem acima ou neste link www.curadossentimentos.com.br/curso e conheça este trabalho de transformação rápida e duradoura!

 

(Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos.)

 

MUDANÇAS INTERNAS

mudanc3a7a.jpg

(Autoria de Eliana Barbosa*) 

Quantas vezes você já reclamou que ninguém enxerga seu valor, suas qualidades, que ninguém reconhece seus esforços? Isso é muito comum, tanto na vida a dois, familiar ou profissional.

Você trabalha pesado, faz tudo para agradar a todos, tenta ser a perfeição em pessoa, mas ninguém percebe nada.

É incrível, mas quem está à sua volta parece que só percebe o que você deixou de fazer, ou os seus erros… É assim com você?

  • Pois então, pare de buscar aprovação do mundo externo e comece a olhar mais para si mesmo, para a pessoa mais importante de sua vida – VOCÊ – e aprenda a colocar-se em primeiro lugar.
  • Não adianta buscar por aí o par ideal, se até hoje você não se sente bem com a sua própria companhia. Só com uma autoimagem de valor você conseguirá despertar nos outros interesse por você e elogios que você já nem esperava mais receber.
  • A mudança tem que vir de você, da sua postura mental e da forma como você se coloca na vida.
  • Será que dá para contabilizar o tempo que você já perdeu tentando chamar a atenção das pessoas para as suas habilidades ou para a sua bondade, muitas vezes nada espontânea? Adiantou alguma coisa anular-se pelos outros?
  • Portanto, acorde para a vida, que ainda é tempo de ser você mesmo, falar o que tem que ser dito, fazer o que tem que ser feito, mas sempre colocando em prática a “regra de ouro” da felicidade: “fazer aos outros aquilo que você gostaria que fosse feito a você!”.
  • O fundamental é que você seja sincero e generoso consigo mesmo e com os outros. Com essa mudança, rapidamente você vai começar a perceber quanta gente bem-intencionada e bem-resolvida tem ao seu lado, valorizando quem se valoriza primeiro!
  • Guarde bem: semelhantes se atraem!!!

 

(*Psicoterapeuta, coach de relacionamentos, terapeuta de Florais de Bach, escritora e palestrante)

 E se este artigo foi importante para te alertar sobre certos enganos a respeito da sua autoestima, eu aproveito pra te convidar:

VENHA COMIGO PARTICIPAR DO TREINAMENTO ONLINE “PROJETO VOCÊ MELHOR EM 30 DIAS”, QUE VAI, DEFINITIVAMENTE, MUDAR A SUA PERCEPÇÃO DE SI MESMA E TRANSFORMAR SUA VIDA PRA MUITO MELHOR!!! EXCLUSIVO PARA MULHERES!!!

projeto30dias 

CLIQUE AQUI OU NA IMAGEM ACIMA PARA SABER TUDO SOBRE ESTE TREINAMENTO 

 

BONDADE DEMAIS PODE ESCONDER PROBLEMA COM A AUTOESTIMA

mulher-folga-1378326138695_956x500

ELIANA BARBOSA CONCEDE ENTREVISTA À JORNALISTA HELOÍSA JUNQUEIRA DE NORONHA – UOL COMPORTAMENTO, EM 25-03-2011

 

PERGUNTA: Quem é boazinha demais pode ter, na verdade, baixa autoestima (um medo intenso de desagradar o outro)? 

Sim, a pessoa sempre disponível para os outros, a boazinha, não tem uma autoestima  boa, porque ela teme desagradar os outros.  É deste comportamento inseguro, de querer agradar todo mundo, de ter medo de dizer “não” quando é preciso, que nascem as nossas decepções com a família, com os amigos ou com os companheiros de trabalho.

Quem é boazinha ou disponível demais tem dificuldade para dizer não? Isso pode vir da infância? Como? 

Sim, a pessoa boazinha ou disponível demais tem uma enorme dificuldade de dizer “não”, sem culpas, por medo da rejeição, do abandono, ou mesmo da crítica,  e todo esse medo e baixa autoestima tiveram sua origem na infância, quando a criança fazia algo errado, levava bronca, apanhava e enfrentava a cara feia da mãe por muito tempo. Essas limitações – medo da crítica e da rejeição, e baixa autoestima –  continuam influenciando a vida da pessoa mesmo na idade adulta por causa de sua carência de afeto.

Como vencer o medo de dizer não? 

A única forma da pessoa vencer o medo de dizer “não” para os outros é tomar a decisão de resgatar sua autoestima, e, nesse processo, começar a exercitar dizer mais “sim” para si mesma.  Ela precisa aprender a sair da passividade, onde dizia “Sim” para todo mundo, mas, precisa ter cuidado com a agressividade. O que vai lhe trazer equilíbrio na vida e fazer com que seja respeitada pelos outros é a assertividade, ou seja, dizer “não” com elegância, sem ofender, mas sem se sentir culpada. Vou repetir: Sair da PASSIVIDADE, tomar cuidado para não cair na  AGRESSIVIDADE e se fixar na ASSERTIVIDADE!

Eu sugiro um exercício para a pessoa que quer treinar dizer “não”: se houver perto dela alguém que anda abusando de sua boa vontade, que procure durante uma semana, para tudo o que esse alguém lhe pedir, dizer como resposta um “não”, bastante assertivo. Por exemplo: “Desculpe, hoje não dá!”, “Que pena, não vai dar para fazer!”, “Sinto muito, quem sabe amanhã…”,  “Humm, estou tão atrasada, preciso sair agora!”, e assim por diante. A pessoa que se sente “abusada” vai perceber que, no final dessa semana, vai se sentir muito mais autoconfiante e vai notar que dizer “não” não é algo tão difícil assim!

E mais, dizer “não” para as pessoas é também um teste para saber quem realmente gosta dela e respeita os seus sentimentos. Se o outro não aceitar a sua resposta negativa ou romper com ela por causa disso, é sinal que ela merece companhia melhor!

Quem se coloca sempre disponível ao outro também pode, inconscientemente, ter medo de assumir as rédeas da própria vida? Por que isso acontece? 

Acredito que sim, pode até ser uma forma inconsciente da pessoa fugir dos próprios problemas, querendo assumir os dos outros. Mas acredito também que são pessoas carentes afetivamente que ficam agradando os outros numa forma inconsciente de serem agradadas também, porém, o que recebem em troca, infelizmente, é a ingratidão, porque geralmente as pessoas não dão valor em que não se valoriza primeiro.

A pessoa disponível, boazinha, que passa sua vida levando todo mundo nas “costas”, precisa estar preparada,  porque quando der uma fraquejada, os outros acostumados a abusar dela vão reclamar, fazer cara feia, vão criticá-la. E sabe de quem é a culpa por isso? Somente dela, que não soube colocar limites nos outros, pois vive com medo de desagradar. É como se na testa dela estivesse escrito assim: “pode pedir, pode abusar, que eu faço tudo pelos outros. Eu gosto de ajudar todo mundo!” O problema é que ninguém valoriza o “bonzinho”!

E o bonzinho é aquele que por não saber dizer “não” quando necessário, costuma engolir muitos “sapos” – um prato altamente indigesto. Dessa forma, vemos muitos bonzinhos obesos, e outros com problemas estomacais tais como gastrites, úlceras, etc, porque não conseguem digerir suas “refeições” diárias. Ou então, vão guardando essa vontade de dizer “não” dentro deles e vão vivendo como verdadeiras “panelas de pressão”, em que, quando menos se espera, explodem com pessoas que não tem a menor culpa da raiva que estão sentindo por dentro.

E, para complementar,  a respeito do perfil dos “bonzinhos”, eles confundem ajudar com apoiar.

Ajudar é bem diferente de apoiar. Ajudar é você fazer pelo outro, o que acredito que não é bom, porque você tira a chance do outro de crescer e sentir-se capaz; apoiar, entretanto, é você dar força para que o outro consiga realizar o seu trabalho, é fazer com ele, mostrando-lhe que é capaz de conseguir alcançar os seus objetivos.

Eu, pessoalmente, acredito que devemos praticar a ajuda só a nós mesmos – a autoajuda; em compensação, não nos faltam oportunidades para praticarmos o apoio, a colaboração ou a solidariedade com os outros e, aí sim, devemos ser abertos para servirmos ao mundo em que vivemos.

Como assumir o controle da própria vida e equilibrar as próprias necessidades com a dos outros? 

  • O primeiro passo é estar bem com a gente mesmo, autoconfiante, sabendo lidar bem com os “nãos da vida”, ou seja, saber dizer “não” quando necessário, sem culpas, e não ter medo de ouvir “não” dos outros – não ter medo de solicitar as coisas e nem temer as críticas.
  • Parar de esperar reconhecimento e respeito dos outros – reconheça-se e respeite-se primeiro.
  • Seja bom, humano, justo, solidário, generoso e caridoso com todos, mas uma pessoa “boazinha” somente com você mesmo! Mostre os seus limites!
  • E se você quer ser feliz e bem sucedido na vida, esteja sempre disponível para perdoar!

Por que as mulheres costumam apresentar mais esse tipo de comportamento? 

Esse comportamento é mais perceptível nas mulheres por uma questão cultural mesmo. Desde a infância, nós, mulheres, somos “treinadas” para sermos certinhas, boazinhas, bonitinhas. Temos que agradar todo mundo, ou então não somos boas meninas. Isso fica tão arraigado no inconsciente das mulheres, que, na vida adulta, cada “não” que elas dizem vem carregado de uma culpa que elas mesmas não sabem explicar.

Por isso, a importância do autoconhecimento na vida das pessoas!!!

(*Eliana Barbosa é psicoterapeuta, coach de relacionamentos, terapeuta de Florais de Bach, escritora e palestrante)

E se esta entrevista foi importante para te alertar sobre certos enganos a respeito da sua autoestima, eu aproveito pra te convidar:
VENHA COMIGO PARTICIPAR DO CURSO CURA DOS SENTIMENTOS, onde você vai aprender a dominar sua mente, seus pensamentos e sentimentos para conquistar mais saúde física, mental, emocional, relacional e financeira.

ARTE BANNER 2016


Acesse: www.curadossentimentos.com.br/curso e venha participar desta imersão de  8 horas de duração,  em um trabalho de pura inspiração e transformação rápida e duradoura!
Nova turma na cidade de Uberaba – MG, em 23 de abril de 2016!!!

TEMPO DE MUDAR PARA MELHOR

 

62

 (Autoria de Eliana Barbosa*)

Você já percebeu como a maioria de nós tem resistência às mudanças?

Sabe por que isso acontece? Por causa do nosso apego ao passado, da falta de desprendimento em relação às pessoas ou coisas que fazem parte de um tempo que não volta mais, mas que insistimos em tentar manter vivo em nossa mente e em nosso coração.

A pessoa que assim age não percebe quantas novas oportunidades perde a cada dia por ficar insistindo na estabilidade, sendo que a única coisa que não muda nessa vida é a certeza da mudança, mais dia, menos dia…

Mudança de comportamento, mudança de vida, mudança de emprego, de casa, de cidade, de país – mudanças que são necessárias para a nossa evolução, mas que por falta de preparo, podem trazer muito sofrimento.

O preparo a que me refiro quer dizer estar consciente de que toda e qualquer mudança sempre trará ganhos e perdas – isso é fato.

Então, quando você precisar fazer alguma mudança em qualquer área de sua vida, faça o balanço entre os ganhos e as perdas, e decida, sabendo que o que vai realmente determinar seu sucesso ou felicidade na sua escolha é, principalmente, aquilo que você colocar o seu foco.

Se você escolher viver lamentando as perdas, com apego ou sentimento de revolta, você atrairá dores e lágrimas, mas se você quiser comemorar os ganhos, valorizando a chance de crescer ao sair de sua “zona de conforto”, aí sim, eu lhe garanto que sua mudança lhe trará muitas surpresas e prosperidade.

Nessa semana em que comemoramos a ressurreição do Cristo, convido você, por meio de necessárias mudanças, a renascer para uma vida melhor, com muito mais qualidade.

Entenda que mesmo diante das rasteiras que o atingem, de uma separação inesperada, da perda de um ente querido, doença na família, desemprego ou outra dificuldade, é sempre  possível dar a volta por cima e resgatar a alegria de viver!

O segredo é parar de esperar as mudanças dos outros e, já, agora, começar a empreender sua própria transformação!

Vá em frente, eu confio em você!

 (Eliana Barbosa é psicoterapeuta, life coach, escritora e palestrante no campo do autodesenvolvimento e apresentadora em TV e rádio)

 

BANNER PARA HOME

6 MITOS SOBRE A AUTOESTIMA

sexy-legs

(Autoria de Eliana Barbosa*)

 

Tanto se fala sobre a importância da autoestima em nossas vidas, mas, até hoje, percebo que as pessoas se confundem muito sobre este tema.

Por isso, hoje, eu vou te mostrar 6 mitos sobre autoestima, para que, daqui para frente, você esteja preparada para se sentir, cada vez mais, em paz com você mesma.

1 – O primeiro mito é achar que se colocar em primeiro lugar, como o centro de sua vida, é egoísmo – Errado! Egoísmo é quando você se sente o centro do mundo, e não se importa com mais ninguém. Por outro lado, autoestima é quando você se abastece de amor próprio, para poder doar amor aos outros, sem se consumir. Uma pessoa com boa autoestima é como o sol – irradia calor, luz, energia e nunca se esgota.

2- Outro mito é acreditar que você precisa ser bonita segundo os padrões de beleza, para ter autoestima. Entenda que autoestima é um sentimento interno, que independe do seu exterior. Se você tem a alma boa e tranquila, é simpática e carismática, você pode e deve ter uma ótima autoestima!

3- É mito também relacionar a sua autoestima com a aceitação e o amor dos outros por você. Saiba que você só será amada e valorizada pelas pessoas à sua volta  se você se amar e se aceitar como você é, e com todo o potencial que você tem para crescer e vencer.

4- O quarto mito é achar que você tem autoestima porque você fala bem de si mesma pra todo mundo, e fica se expondo em fotos insinuantes nas redes sociais. Compreenda que quem se ama de verdade não precisa se autoafirmar, nem necessita de aprovação ou “curtidas” dos outros para se sentir bem.

5- É um grande mito acreditar que gastar muito dinheiro com você é ter autoestima. Na maioria das vezes, isso é uma forma inconsciente de compensar algo que você sente que está faltando dentro de si mesma.

6 – E o sexto engano a respeito de autoestima é se achar  melhor do que outros – mais bonita, mais capaz, mais tudo, mostrando-se  arrogante nos relacionamentos. No fundo, você se percebe tão inferior, que precisa diminuir o outro para se sentir melhor. Cuidado!

E lembre-se:  Quando você se valoriza, a sua própria postura, seu olhar e o  seu tom de voz  irão demonstrar o seu valor para as pessoas ao seu redor, e você verá as qualidades dos outros com admiração e como  exemplo a ser seguido, e não a ser invejado.

(*Psicoterapeuta, coach de relacionamentos, terapeuta de Florais de Bach, escritora e palestrante)

 

E se este artigo foi importante para te alertar sobre certos enganos a respeito da sua autoestima, eu aproveito pra te convidar:
VENHA COMIGO PARTICIPAR DO TREINAMENTO ONLINE “PROJETO VOCÊ MELHOR EM 30 DIAS”, QUE VAI, DEFINITIVAMENTE, MUDAR A SUA PERCEPÇÃO DE SI MESMA E TRANSFORMAR SUA VIDA PRA MUITO MELHOR!!! EXCLUSIVO PARA MULHERES!!!

projeto30dias 

CLIQUE AQUI OU NA IMAGEM ACIMA PARA SABER TUDO SOBRE ESTE TREINAMENTO 

21 RAZÕES PARA VOCÊ PARTICIPAR DO CURSO “PODEROSAS E FELIZES”

o-FELIZ-COM-O-CORPO-facebook
No próximo dia 29 de março, vou ministrar o Curso PODEROSAS E FELIZES,  exclusivo para mulheres, na cidade de Uberaba – MG.
Um Curso divertido e inspirador, que vai ajudá-la a mudar a sua percepção de si mesma, a descobrir seu poder interior e sua capacidade de ser feliz!

Então, eu quero te mostrar, abaixo, as 21 razões para você vir comigo nessa jornada de autotransformação – o Curso PODEROSAS E FELIZES:  

  1. Para que possa, passo a passo, SE CONHECER MELHOR e RESGATAR SUA AUTOCONFIANÇA
  2. Para descobrir seu VALOR
  3. Para aprender a DIZER “NÃO” SEM CULPAS
  4. Para aprender a DIZER MAIS “SIM” PARA SI MESMA
  5. Para aprender a ser INDEPENDENTE EMOCIONALMENTE, FELIZ E PODEROSA   
  6. Para você ser aprender a SE VALORIZAR NO RELACIONAMENTO  A DOIS, a ser respeitada e amada como você merece
  7. Porque é bom TER UM GUIApara alertá-la de seu valor, principalmente nos MOMENTOS DE CARÊNCIA E FALTA DE MOTIVAÇÃO
  8. Para aprender a SE CUIDAR MAIS
  9. Para aprender a LIDAR COM PESSOAS COMPLICADAS à sua volta, sem se contaminar com o azedume delas
  10. Para aprender a LIDAR COM OS CONFLITOS EM FAMÍLIA
  11. Para aprender a SER MAIS POSITIVA
  12. Para aprender COMO SAIR DO PAPEL DE VÍTIMA e se tornar a heroína, a protagonista de sua história
  13. Para aprender COMO ENFRENTAR OS INIMIGOS DA AUTOESTIMA
  14. Para aprender a SE AGRADAR E CUIDAR DA SUA AUTOIMAGEM
  15. Para DESCOBRIR SUA MELHOR VERSÃO
  16. Para aprender a REESCREVER SUAS HISTÓRIAS DE VIDA, agora com finais felizes
  17. Para aprender COMO APRENDER A FAZER UMA FAXINA EMOCIONAL, garantindo mais equilíbrio para seus pensamentos e sentimentos e saúde para o seu corpo.
  18. Para aprender como vencer a cobrança de ser perfeita em tudo
  19. Para aprender a PARAR DE SOFRER COM A INGRATIDÃO DOS OUTROS
  20. Para aprender a APRIMORAR SUA AUTOESTIMA e NÃO PRECISAR MAIS ENGOLIR “SAPOS” E MENDIGAR O AMOR E A ATENÇÃO DOS OUTROS
  21. Para aprender a SER SURDA AOS APELOS NEGATIVOS e se sentir encorajada a ir à busca de seus sonhos
Venha comigo!!!

CLIQUE AQUI OU NA IMAGEM ABAIXO PARA INFORMAÇÕES E FAZER SUA INSCRIÇÃO

CAPA FACEBOOK 2