Arquivo de etiquetas: autoconhecimento; autoajuda; psicoterapia; psicoterapeuta; sucesso; autoestima; motivação; motivacional; terapeuta; coaching; Eliana Barbosa; Eliana; felicidade; saúde

AUTOCONHECIMENTO É FUNDAMENTAL

autoconhecimento

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Na busca pelo sucesso e pela felicidade, é preciso lembrar que as realizações só começam a acontecer quando você assume o controle efetivo de sua vida.

E para você conseguir ser um verdadeiro líder de si mesmo, um dos recursos mais preciosos é o AUTOCONHECIMENTO –  dar um mergulho nas profundezas do seu ser e voltar à tona consciente de quem realmente você é,  sem desculpas ou falsas aparências.

É importante vencer o medo de encarar o seu próprio “eu” e de se expor para si mesmo, além do temor da responsabilidade de ter que mudar.

Então,  pensando no seu crescimento, lanço agora um grande desafio para você:

Coloque-se cara a cara com esse alguém tão maravilhoso – VOCÊ, e permita-se se conhecer melhor.

Todas as noites, utilize seu momento de dormir para um saudável “olhar interior”:

  • Faça uma análise do quanto você contribuiu e do quanto você custou para a vida nessas últimas 24 horas. Se você custou mais do que contribuiu, então você precisa mudar para melhor.
  • Valorize-se por suas conquistas e seja grato ao apoio que você recebe todos os dias, quer seja do Universo, ou de ombros amigos.
  • Faça um compromisso consigo mesmo de se melhorar dia a dia, pensando positivamente, vivendo emoções construtivas e agindo no sentido de crescer e de ser instrumento para o crescimento daqueles que o cercam.
  • Descubra a sua luz interior e tenha coragem para se deparar com seu lado ainda Somente quando você assumir suas virtudes e limitações é que terá total controle de sua vida e do que você pode transformar.

Chegou a hora: marque um encontro consigo mesmo, comemore suas conquistas, aceite suas fraquezas e, definitivamente, pare de correr dessa pessoa tão especial que é… VOCÊ!

(Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos. Contato: eliana@elianabarbosa.com.br)

=======

Aproveito para convidar VOCÊ para o Curso COMO EQUILIBRAR SUAS EMOÇÕES PARA UMA VIDA PLENA, nas cidades de UBERABA – MG E CALDAS NOVAS – GO, onde você vai aprender a dominar sua mente, seus pensamentos e sentimentos para conquistar mais saúde física, mental, emocional, relacional e financeira.
Venha participar desta valiosa experiência de autoconhecimento, com 5 horas de duração,  em um trabalho de pura inspiração e transformação rápida e duradoura!
CONFIRA AS DATAS, ABAIXO!

BANNER CURSO EM UBERABA - COMO EQUILIBRAR...

 

BANNER CURSO EM CALDAS NOVAS OUT 2017

 

AVÓS NOTA 10

2

(Autoria de Eliana Barbosa*)

 

Dias atrás, em uma palestra que realizei para pais, eu mostrei ao público, através de histórias e slides, o quanto o exemplo é fundamental na criação dos nossos filhos, principalmente o modelo de atitudes dos pais e avós com os quais as crianças convivem.

Sinto-me afortunada pelos exemplos que herdei de meus pais e de meus avós, e, hoje, avó de três adoráveis netinhos, sei da minha responsabilidade em ser uma avó nota 10.

Por isso, quero compartilhar com você o que aprendi com meus pais e avós, e que procuro vivenciar com meus netos, no dia a dia:

  • Através do diálogo, incentive seus netos a expressar seus sentimentos (mesmo aqueles ruins) e, ao ouvir seus desabafos, não critique ou desvalorize o que eles estão sentindo (“Isso não é nada…”, “Isso passa…”, etc.). Você deve ouvir com carinho e validar os sentimentos que eles expressam (“Eu te entendo…”, “O que podemos fazer para resolver isso?…”, etc.), gerando neles confiança para contar a você suas naturais aflições ao longo da vida. Lembre-se que nenhum sentimento é ruim em si. O que é ruim são as ações decorrentes de sentimentos negativos, como rebeldia e agressividade. Daí a importância de se poder expressar o que sente e de ser ouvido com respeito.
  • Vivencie com seus netos a verdade – nada de mentirinhas para fazê-los comer melhor ou para eles obedecerem às suas ordens. Usar mentiras com as crianças é um artifício negativo que lhes causa mágoa e as deixa confusas quanto a confiar ou não em você.
  • Não confunda amor com apego. Quem ama não prende, não cobra, não faz chantagens emocionais, nem tenta comprar o amor dos outros. As crianças sofrem muito quando os avós ficam cobrando atenção, afeto, e elas jamais devem ser chamadas a escolher de quem elas gostam mais. Estas são atitudes imaturas dos adultos, que precisam ser corrigidas em nome do equilíbrio emocional das crianças.
  • Avós simbolizam “porto seguro”, área de confiança, aconchego e sabedoria. Por isso, em seu lar, evite discussões na frente das crianças, o que pode gerar nelas sentimento de culpa e insegurança. Os maiores causadores de traumas na infância são os conflitos entre os pais, e também entre eles e os avós. Seus netos não merecem presenciar os avós desqualificando e desrespeitando os seus pais. Isso os torna confusos e pode causar tristes sequelas emocionais, que eles carregam vida afora. Na família, cabe aos avós, com sua experiência de vida, o papel de sábios conciliadores, sem julgamentos, sempre respeitando a forma de ser e pensar de cada um.
  • Só interfira na educação dos seus netos se for solicitado pelos pais. Lembre-se que seus netos são filhos dos pais.
  • Entenda que colocar limites – e dizer “não” quando é preciso – também são formas de expressar seu amor por seus netos. Toda criança se sente segura quando os adultos ensinam a elas seus direitos, mas também seus deveres.
  • Mostre aos seus netos a diferença entre ajuda e apoio – Ajuda é fazer pelo outro (o que pode deixar implícito que a outra pessoa é incapaz de fazer sozinha, e isso acaba atrapalhando o desenvolvimento de sua autoestima). Por outro lado, apoio é você fazer com o outro (incentivando-o, ensinando a ele o passo a passo e, depois, elogiando-o pelas conquistas). Por exemplo: Quando seu neto pedir ajuda para recolher os brinquedos do chão, diga a ele: “Não vou te ajudar, mas posso te apoiar, segurando a caixa de brinquedos perto de você.”. Depois, parabenize seu neto por ter conseguido catar tudo sozinho. Você consegue perceber a diferença?
  • Ensine aos seus netos o valor da gratidão. Na hora de dormir, quando eles estiverem com você, ou mesmo se você for se despedir deles por telefone, faça com eles o “jogo da gratidão”: Cada um, inclusive você, vai ter que escolher pelo menos três acontecimentos do dia para agradecer, dizendo assim, para cada fato: “Sou feliz e grato porque…”. É surpreendente ouvir o que as crianças valorizam e agradecem!
  • Conte histórias para seus netos – histórias da família, de amor, de conquistas, de alegrias vividas. Saber da sua história de vida despertará em seus netos um forte sentimento de pertencimento, de fazer parte de algo importante no universo familiar.
  • Cabe aos avós manter viva a cultura popular, ensinando aos netos músicas, jogos e brincadeiras folclóricas. Diversão garantida!
  • Respeite a escolha religiosa dos pais de seus netos. O importante é você sempre alimentar nas crianças o sentido da vida, a fé e a caridade.
  • Os laços entre avós e netos, quando positivos, independentes do tempo e da distância, jamais serão desfeitos. Muitos avós e netos sofrem por morar longe uns dos outros, e, nesse caso, eu tenho uma dica interessante: Combine com seus netos onde vocês vão se encontrar, nos sonhos,  todas as noites. Essa é uma forma amorosa e divertida de você e as crianças lidarem com a  saudade, sempre lembrando a eles que saudade não é um sentimento ruim, porque só sentimos saudade de quem amamos de verdade.
  • Finalizando, guarde bem: Grandes avós são aqueles que suprem as necessidades emocionais e materiais de seus netos, apoiando o papel dos pais, o que proporciona às crianças mais segurança no processo de crescer. Avós nota 10 vão além: eles oferecem aos seus netos o seu tempo, sua história, sua experiência e sabedoria, e, é claro, o seu ser!

 Pense nisso com carinho!

* Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos. Contato: eliana@elianabarbosa.com.br  /// www.elianabarbosa.com.br 

ATENDIMENTOS 2

 

SETE FATORES QUE AFETAM SUA FREQUÊNCIA VIBRACIONAL

 

IMG_1783

(Autor desconhecido)

1 – Os Pensamentos

Todo pensamento que você possui emite uma frequência para o Universo e essa frequência retorna para a origem, no caso, você! Então se você tem pensamentos negativos, de desânimo, tristeza, raiva, medo, isso tudo vai voltar para você. Por isso é tão importante que você cuide da qualidade dos seus pensamentos e aprenda a cultivar pensamentos mais positivos.

2 – As Companhias

As pessoas que estão à sua volta influenciam diretamente na sua frequência vibracional. Se você está ao lado de pessoas alegres, determinadas, você também entrará nessa vibração, agora se você se cerca de pessoas reclamonas, fofoqueiras e pessimistas, tome cuidado! Pois elas podem estar diminuindo a sua frequência e como consequência te impedindo de fazer a lei da atração funcionar a seu favor.

3 – As Músicas

Músicas são poderosíssimas. Se você só escuta músicas que falam de morte, traição, tristeza, abandono, isso tudo vai interferir naquilo que você vibra. Preste atenção na letra das músicas que você escuta, elas podem estar diminuindo sua frequência vibracional. E lembre-se: você atrai para sua vida exatamente aquilo que você vibra.

4 – Aquilo que você Assiste

Quando você assiste programas que abordam desgraças, mortes, traições, etc. seu cérebro aceita aquilo como uma realidade e libera toda uma química no seu corpo, fazendo com que sua frequência vibracional seja afetada. Assista coisas que te façam bem e te ajudem a vibrar numa frequência mais elevada.

5 – O Ambiente

Seja na sua casa ou no seu trabalho, se você passa grande parte do tempo num ambiente desorganizado, sujo, feio, isso também afetará a sua frequência. Melhore o que está à sua volta, organize e limpe o seu ambiente. Mostre ao Universo que você está apto a receber muito mais. Cuide do que você já tem!

6 – A Fala

Se você reclama ou fala mal das coisas e das pessoas, isso afeta a sua frequência vibracional. Para você manter a sua frequência elevada é fundamental que você elimine o hábito de reclamar e de falar mal dos outros. Então evite fazer dramas e se vitimizar. Assuma a responsabilidade pelas escolhas da sua vida!

7 – A Gratidão

A gratidão afeta positivamente a sua frequência vibracional – este é um hábito que você deveria incorporar agora mesmo na sua vida. Comece a agradecer por tudo, pelas coisas boas e ruins, por todas as experiências que você já vivenciou. A gratidão abre as portas para que as coisas boas fluam positivamente na sua vida. Você já agradeceu hoje?

 

ATENDIMENTOS 2

DE VOLTA A UBERABA ===============

Caros amigos, clientes e alunos, depois de uma temporada nos EUA, com novos aprendizados e trabalhos, estamos de volta ao nosso consultório, no CCS – CENTRO DE CURA DOS SENTIMENTOS -, em Uberaba – MG, e também com as consultas online.

Venham aprender conosco como se libertar das amarras que atrasam sua vida, curar sentimentos, resgatar sua autoestima e, assim, se preparar para relacionamentos mais saudáveis e felizes!

Para mais informações, entrem em contato conosco pelo WhatsApp ou por e-mail:

Eliana Barbosa: +55 (34) 9 9972-4053 – eliana@elianabarbosa.com.br

Fernando Vieira Filho: +55 (34) 9 9972-4096 – fernandovieirafilho@terra.com.br

logo_finalizado_SEMNOME

DIGA MAIS “SIM” PRA VOCÊ

 

 freedom-600x330

(Autoria de Eliana Barbosa*)

 

Em minhas atividades profissionais, onde trabalho nas pessoas o despertar de sua automotivação aliada à transformação, um dos aspectos da vida humana que mais enfatizo é o cultivo da autoestima – elemento primordial no caminho das realizações e da felicidade.

De posse de uma saudável autoestima, você se sente mais livre para ser você mesmo, para ser sincero consigo próprio, sem medo de se desviar para o caminho do egoísmo.

Eis, a seguir,  4 SINAIS de que você está PRECISANDO APRIMORAR SUA AUTOESTIMA:

Dificuldade em dizer “não” para os outros, pois sente culpa e medo de perder a aprovação e o amor de quem o rodeia.

– Por outro lado, você se abandona, anula seus desejos, não consegue dizer “sim” para quem você deve amar e apreciar em primeiro lugar: VOCÊ!

Fica tentando agradar aos outros o tempo todo, esforçando-se para ser “legal” com pai, mãe, irmão, amigos, colegas de trabalho.  O ator Reynaldo Gianecchini, certa vez em uma entrevista na TV, depois de superar e se curar de um câncer muito raro, respondeu que uma grande lição que ele aprendeu com a doença foi: “Deixei de ser fofo!” Entenda… Pensar que você vai agradar a todo mundo é o caminho mais curto para a decepção!

– E o último sinal de que sua autoestima não está boa é ter medo de ouvir “não” dos outros. Neste caso, muitos se anulam e passam a vida em branco, ao invés de ousar uma solicitação e ouvir como resposta um “sim” libertador, ou, na pior das hipóteses, um “não”, que nada mudará a situação atual. Por receio de receber um “não”, as pessoas não se arriscam…

Por isso, atenção: Chegou a hora de você se conhecer melhor e identificar dentro de si tudo aquilo que está bloqueando seu crescimento.

Chegou a sua vez de se agradar, de dizer “sim” para suas vontades, de se amar apaixonadamente e de se cuidar muito mais. Afinal, uma pessoa tão especial como você só merece o melhor!

E finalizando esta reflexão, uma singela história de autor desconhecido, sobre o medo de desagradar aos outros,  que pode significar para você uma preciosa lição:

“Um casal de idosos comemora suas Bodas de Ouro após longos anos de matrimônio.

Enquanto tomavam juntos o café da manhã a esposa pensou: ‘Por cinquenta anos tenho sempre sido atenciosa para com meu esposo e sempre lhe dei a parte crocante de cima do pão. Hoje desejo, finalmente, degustar eu mesma essa gostosura.’

Ela espalhou manteiga na parte de cima do pão e deu ao marido a outra metade.

Ao contrário do que ela esperava, ele ficou muito satisfeito, beijou sua mão e disse: ‘Minha querida, você acaba de me dar a maior alegria do dia. Por mais de cinquenta anos eu não comi a parte de baixo do pão, que é minha preferida. Sempre pensei que era você que deveria tê-la, já que tanto a aprecia.’”

(*Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos. Contato: eliana@elianabarbosa.com.br)

ATENDIMENTOS 2

A FRAGILIDADE DA VIDA

 

fragilidade-da-vida

(Autoria de Eliana Barbosa)*

Diante das tragédias coletivas e individuais que o mundo tem presenciado ou vivenciado, quero compartilhar com você, amigo leitor, algumas reflexões sobre a fragilidade da vida e a importância da união familiar nos momentos de dor.

É muito triste falar sobre a morte, mas ela é a única certeza que todos nós temos quando nascemos. E por ser tão certa assim, acredito que ela – a morte – deveria ser mais respeitada, no sentido da valorização de nossas vidas e da vida daqueles que amamos.

Você já percebeu quantos momentos felizes acontecem e você não os reconhece?

Infelizmente, ainda é natural em muitas pessoas só observarem as dores, infelicidades e decepções – quando tudo está bem, vão apenas levando a vida, ao invés de colocarem a gratidão e a união familiar em evidência.

E aí, muitas vezes, quando menos esperam, podem ser acordadas para a vida de uma forma chocante, em que a morte rouba-lhes os corações próximos, sem tempo, ao menos, de dizer adeus.

Por isso, diante da fragilidade da vida, jamais despreze uma oportunidade de se aproximar mais das pessoas que lhe são caras, de pedir perdão ou de deixar os melindres de lado e perdoar.

Sabendo das incertezas do viver, a consciência tranquila é um poderoso consolo para a triste e implacável realidade da morte.

E se a morte só passou perto, mas deu a você uma chance de ver a vida com outros olhos, acompanhe essa história que a Revista Seleções do Reader´s Digest de abril de 2000 conta sobre o ator Christopher Reeve (1952-2004), mais conhecido como o Super Homem:

Em maio de 1995, ele participava de uma competição hípica e sofreu uma queda, quebrando as duas vértebras cervicais superiores, o que o deixou tetraplégico.

Quando o médico lhe disse que deveria passar por uma delicada cirurgia e que talvez não sobrevivesse, ele chegou a pensar em morrer, pois achava que, assim, pouparia aos outros um monte de problemas.

Sua vida se tornou difícil. Quando estava sozinho, deitado, olhando para as paredes, sentia-se muito triste. Imóvel, conseguia adormecer e sonhava que estava de novo cavalgando, representando.

Certo dia, sua esposa, Dana, com quem se casara há três anos, entrou no quarto do hospital e lhe falou: ‘Quero que você saiba que estarei com você até o fim, não importa o que aconteça. Você ainda é você e eu o amo.’

Dias depois, seu filho de três anos também lhe trouxe novas esperanças. Mesmo sabendo que o pai, agora, não mexia mais os braços e não podia mais correr, disse, alegremente: ‘Mas papai ainda pode sorrir.’

Reeve criou uma Fundação com o objetivo de melhorar a condição de vida de pessoas vítimas de algum tipo de paralisia e passou o resto de sua vida lutando por pesquisas com células-tronco. Mesmo totalmente limitado fisicamente, ele conseguiu fazer a diferença!

Por isso, enquanto ainda é tempo, acorde para a vida, sorria, ame e seja muito feliz!

(*Eliana Barbosa é apresentadora de TV, palestrante e autora de diversos livros no campo do autodesenvolvimento.)

Clique para saber sobre meus ATENDIMENTOS

BAIXA AUTOESTIMA E INVEJA

 

inveja

(Por Eliana Barbosa*)

 

A cada dia que passa mais me espanto com a relação direta que existe entre baixa autoestima e sentimento de inveja.

É incrível como alguém com pouco senso de valor é capaz de se sentir ameaçado com o sucesso e o brilho dos outros! E o mais triste é que essa sensação de incapacidade e de inveja pode levar a pessoa ao desespero e a atos insanos dos quais poderá se arrepender, com amargura, no futuro.

Por isso, é preciso que trabalhemos a autoestima das crianças e dos jovens, enquanto estão sob nossos cuidados, para reforçar neles sua autovalorização e autoconfiança.

Depois de adulto, é mais trabalhoso desenvolver sentimentos de amor-próprio em quem sempre se achou pior do que os outros, nos mais diversos aspectos.

Um dos caminhos para você detectar se sua autoestima ainda é pequena é procurar investigar seus sentimentos em relação às pessoas bem-sucedidas. Se você tem o hábito de criticá-las ou de desprezá-las, com certeza você está sentindo inveja delas e não suporta ver suas realizações positivas. Tudo isso porque você, inconscientemente, pensa que não é capaz de conseguir o mesmo sucesso e felicidade para sua vida, já que se acha menos do que os outros.

Miguel de Cervantes, escritor espanhol,  explica assim: “A inveja vê sempre tudo com lentes de aumento que transformam pequenas coisas em grandiosas, anões em gigantes, indícios em certezas.”

Cuidado com sentimento tão mesquinho como a inveja. Você fica tão obcecado com a vida da pessoa que você inveja, que se torna cego e ingrato às numerosas oportunidades de vencer que chegam até você. O filósofo inglês Bertrand Russell disse: “O invejoso, em vez de sentir prazer com o que possui, sofre com o que os outros têm.”

Aprenda a transformar esta emoção negativa da inveja em um suave sentimento de admiração. Sim, admire quem já conseguiu mais do que você na vida e procure seguir seus exemplos de atitude positiva e empreendedora. Com a inveja, você caminha para o abismo da solidão e da miséria; entretanto, com a admiração, você, com certeza,  seguirá a trilha do bem viver.

E para aqueles que são alvo da inveja alheia, por favor, não se escondam do mundo, porque, como bem disse o historiador grego Heródoto, “Mais vale ser invejado que lastimado.”

Portanto, acredite mais em você, em suas potencialidades e no quanto você pode ser feliz! De uma vez por todas, saia da sua frente e pare de atrapalhar a si mesmo!

(*Life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos. Contato: eliana@elianabarbosa.com.br ou ligue para (34) 3075-2951)

E se mesmo com essas dicas você ainda se sentir impotente diante desses sentimentos tão negativos e limitantes, eu te convido a vir fazer o Curso CURA DOS SENTIMENTOS!
CLIQUE AQUI OU NA IMAGEM PARA INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES

sinta-a-energia-da-liberdade-reserve-ja-sua-vaga-no-curso-cura-dos-sentimentos

 

Clique para saber sobre meus ATENDIMENTOS