Arquivo de etiquetas: ACORDANDO PARA A VIDA

O PODER TRANSFORMADOR DAS METAS

Assista, abaixo, a ENTREVISTA em 3 blocos com o coach, escritor e palestrante TOMMY NELSON, no PROGRAMA ELIANA BARBOSA E VOCÊ – TV MUNDI

BLOCO 1: 
BLOCO 2: 
BLOCO 3: 

(Entrevista gravada em Outubro de 2011)

Se a sua META mais IMPORTANTE é APRIMORAR SUA AUTOESTIMA, PARABÉNS!!!
Eis aqui um TREINAMENTO 100% online – PARA MULHERES!

 

 

10 DICAS TRANSFORMADORAS PARA UM ANO PROMISSOR

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Estamos finalizando um ano que, apesar de tanto planejamento, nos mostrou que algumas coisas estão fora do nosso controle.

E mesmo sabendo que 2021 ainda é incerto para todos nós, que possamos fazer resoluções assertivas no sentido de não perdermos nossa fé e nosso ânimo.

Seguem abaixo, então, 10 dicas transformadoras para que este Novo Ano, mesmo com suas incertezas, seja um período de crescimento interior:

  1. Disponha-se a se amar em primeiro lugar, porque o mundo só reconhece quem tem consciência de seu próprio valor. Tenha coragem para se posicionar diante da vida, parando de abrir mão de seus valores e preferências só para agradar os outros. Chegou a hora de ser sincero com sua alma!
  2. Combata a mania de perfeição, aceitando suas limitações, sem, contudo, deixar de fortalecer suas qualidades.
  3. Amplie sua FÉ, acreditando no Sopro Divino que pode mudar toda a sua história, de um segundo para o outro. Lembre-se que para Deus não existe o impossível. Ele atua no campo do sobrenatural, então, continue firme em seus propósitos de ser cada dia um ser humano melhor e confie na Providência. E jamais perca uma oportunidade de fazer o bem, trazendo luz e esperança a quem necessita.
  4. Planeje com sabedoria –  Diante dos desafios que enfrentamos em 2020, aprendemos que planejar só funciona se tivermos flexibilidade para lidar com esta “caixinha de surpresas” que é a vida. A sabedoria consiste em ser um otimista-realista, ou seja, esperar o melhor, estando preparado caso o pior aconteça. Isso é ter “plano B” para todas as questões da sua existência, o que traz mais segurança e maturidade para seus dias.
  5. Comece o ano disposto a ter um olhar especial para sua saúde, que é a sua, a minha, a nossa maior riqueza! Para isso, pare de adiar aquela visita ao médico, ou ao terapeuta, e coloque seu corpo, sua mente e sua alma alinhados no grande sentido da vida – ser feliz – e, assim, poder fazer os outros felizes.
  6. Escolha o perdão como forma inteligente de viver –  Comece se perdoando pelas tolices e más escolhas, e perdoe seus desafetos, lembrando-se que perdão não quer dizer aceitação e sim, deixar de dar importância a algo que ficou no passado.
  7. Em cada momento de sua vida, pense, sinta e respire gratidão – pelo que foi, pelo que é e pelo que será! A gratidão tem o poder de atrair a abundância e a felicidade para quem a vivencia!
  8. Chegou a hora de romper todos os laços nefastos com a mania de reclamar e de criticar. Daqui para frente, treine o seu olhar para extrair o que há de positivo diante dos desafios e adversidades.
  9. Decida acabar com o poder das emoções em controlar sua vida. Agora, serenamente, você irá tomar conta de seus pensamentos, emoções, palavras e atitudes, o que representará mais saúde e equilíbrio em seus dias.
  10. Assim, minuto a minuto, exercite a confiança em seu potencial, que refletirá em sua autoimagem, abrindo portas para brilhantes oportunidades. Liberte seu poder interior e permita-se ser feliz, hoje e sempre!

Guarde isso: Como bem disse o filósofo alemão Immanuel Kant, “Avalia-se a inteligência de um indivíduo pela quantidade de incertezas que ele é capaz de suportar.”

Que você seja, portanto, inteligente e maduro para suportar as naturais incertezas da vida!

Feliz Ano Novo!

 

*(Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos. Contato: eliana@elianabarbosa.com.br)

 

 

ATENDIMENTOS 2

ENCONTROS DE NATAL

 

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Natal se aproximando e com ele, em grande parte das famílias, muita ansiedade para os encontros…

Algumas ansiosas pela saudade dos entes queridos, pela vontade de compartilhar suas alegrias.

Todavia, para  outras famílias, a ansiedade vem acompanhada de ressentimento, ou culpa, ou mesmo o constrangimento em  rever desafetos.

Caso você se sinta assim, angustiado com os encontros de final de ano e até culpado por ter ressentimento de quem, à primeira vista, você pensa que só deveria amar, deixo aqui uma linda mensagem do Papa Francisco, onde ele mostra que a vida familiar é mesmo um lugar aonde precisamos constantemente exercitar o perdão:

“Não existe família perfeita. Não temos pais perfeitos, não somos perfeitos, não nos casamos com uma pessoa perfeita nem temos filhos perfeitos. Temos queixas uns dos outros. Decepcionamos uns aos outros. Por isso, não há casamento saudável nem família saudável sem o exercício do perdão. O perdão é vital para nossa saúde emocional e sobrevivência espiritual. Sem perdão a família se torna uma arena de conflitos e um reduto de mágoas. Sem perdão a família adoece. O perdão é a assepsia da alma, a faxina da mente e a alforria do coração. Quem não perdoa não tem paz na alma nem comunhão com Deus. A mágoa é um veneno que intoxica e mata. Guardar mágoa no coração é um gesto autodestrutivo. É autofagia. Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente. É por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento; palco de perdão e não de culpa. O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza; cura, onde a mágoa causou doença.”

E finalizando, lembre-se:  

Perdoar é diferente de reconciliar, porque toda ofensa deve ser perdoada sim – deve ser deixada de lado e perder a importância em seus pensamentos e sentimentos –, mas quando você reconcilia com o ofensor você está dizendo que concorda, que entra em harmonia com quem ele é ou faz, o que, na maior parte das vezes, é uma atitude de falta de amor-próprio, que pode lhe trazer mais dissabores no futuro.

Portanto, perdoar é entender a natureza da pessoa que o magoou – ela ofereceu a você aquilo que ela é, aquilo que ela tem dentro de si, e isso você não pode mudar nela… Mas você pode e deve mudar em si mesmo a mania de julgar e de esperar amor de quem ainda só sabe espalhar crítica e maldade por onde passa.

 

(*Eliana Barbosa é coach de relacionamentos, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos.)
 

TOALHA DE MESA – Uma História Comovente

(Pastor Rob Reid)
Um novo pastor, recentemente formado, e sua esposa, foram encarregados de reabrir uma igreja no bairro do Brooklyn, Nova York.
A ela chegaram, no início de outubro, entusiasmados com a oportunidade… Quando viram a igreja, observaram que havia muitos estragos e um grande trabalho a ser feito.
Sem se deixarem abater, estabeleceram como meta deixar tudo pronto para o primeiro serviço, o culto de Natal.
Trabalharam sem descanso, consertando o telhado… refazendo o piso… pintando… e, muito antes do Natal, em 18 de dezembro, tudo estava pronto!
Mas… no dia seguinte, 19 de dezembro, desabou uma terrível tempestade, que durou dois dias. No dia 21, o pastor foi até a igreja.
Seu coração doeu… viu que o telhado tinha quebrado e que uma grande área do revestimento de gesso decorado, da parede do santuário, logo atrás do púlpito, havia caído. O pastor, enquanto limpava o chão, pensava em como resolver a situação.
No caminho de casa, pensando em adiar o culto de Natal, observava as vitrines, enfeitadas para a época, quando notou um bazar beneficente e parou por instantes.
Uma linda toalha de mesa, de crochê, na cor marfim, com um crucifixo delicadamente bordado no centro, chamou-lhe a atenção. Era do tamanho exato para cobrir o estrago atrás do púlpito.
Comprou-a e voltou para a igreja. Começou a nevar. Apressou seus passos e chegando à porta da igreja viu uma senhora, que vinha correndo em direção contrária, tentando pegar o ônibus e não conseguiu.
O pastor convidou-a a entrar na igreja, para esperar pelo próximo ônibus, abrigando-se do frio, pois este só viria após 45 minutos.
Ela sentou-se num banco, sem prestar atenção ao pastor, que já providenciava a instalação da toalha de mesa na parede.
Ao terminar seu trabalho, o pastor afastou-se e admirou o quanto a toalha era linda e servia para esconder perfeitamente o estrago.
Então, o pastor notou a senhora encaminhando-se para ele. Seu rosto estava lívido e ela lhe perguntou: ‘Pastor, onde o senhor encontrou essa toalha de mesa?’
E aí ele contou a história. A mulher pediu-lhe que examinasse o canto direito inferior da toalha, para encontrar as iniciais EBG, ali bordadas.
O pastor fez o que a mulher pediu e, intrigado, confirmou a existência das iniciais.
A mulher, então, disse: ‘Essas são as minhas iniciais.‘
Ela havia feito essa toalha de mesa há 35 anos, na Áustria. Contou que, antes da guerra, ela e seu marido estavam “bem de vida”. Quando os nazistas invadiram seu país, eles então combinaram fugir: ela iria antes, e seu marido a seguiria uma semana depois. Ela foi capturada, trancada numa prisão e nunca mais viu seu marido e sua casa.
O pastor ofereceu a ela a toalha, mas, ela recusou, dizendo que estava num lugar muito apropriado.
Insistindo, o pastor ofereceu-se para levá-la até sua casa, que era o mínimo que ele poderia fazer!!! E ela aceitou…
E chegou o dia de Natal! A igreja estava quase cheia. Foi um lindo trabalho. Ao final, um velho homem, que o pastor reconheceu ser dali da vizinhança, permaneceu sentado, atordoado.
O pastor aproximou-se e, antes que dissesse palavra, o velho perguntou: ‘Onde o senhor conseguiu a toalha de mesa da parede? Ela é idêntica a uma que minha mulher fez, muitos anos atrás, quando vivíamos na Áustria, antes da guerra. Como poderiam existir duas toalhas tão parecidas?’
Imediatamente, o pastor entendeu o que tinha acontecido e disse: ‘Venha… eu vou levá-lo a um lugar que o senhor vai gostar muito.´
No caminho, o velho contou a mesma história da mulher. Ele, antes de poder fugir, também havia sido preso e nunca mais viu sua mulher e sua casa, por 35 anos.
Ao chegar à mesma casa onde deixara a mulher, três dias antes, o pastor ajudou o velho a subir os três lances de escadas e bateu na porta.
Creio que não há necessidade de se contar o resto da história…
Quem disse que o Universo não trabalha de maneira misteriosa? Lembre-se: Nada, em nossas vidas, acontece por acaso!

 

 

E-book O NATAL E VOCÊ

Quero te presentear neste Natal com reflexões profundas que podem mudar sua vida: o E-book intitulado O NATAL E VOCÊ.

Basta clicar na IMAGEM e ler, ou fazer download em seu aparelho.

capa3D

E se você gostar, por favor compartilhe esta página com seus amigos mais queridos.

Ficam aqui, então, os meus mais carinhosos votos de um Natal pleno de Luz e Paz, e que a mensagem do Mestre Jesus esteja viva em seu coração, hoje e sempre!!!

Abraços felizes!!!

 

 

A DOR SILENCIOSA DOS HOMENS

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Hoje eu quero falar com você sobre uma dor – silenciosa -, que um número cada vez maior de homens vem sofrendo, ao longo dos tempos: A depressão!

Segundo estatísticas, a maior incidência de depressão está entre as mulheres, mas a maior taxa de suicídios no mundo é entre os homens.

Todos sabem que por trás de uma tentativa – ou do suicídio de fato -, há sempre um quadro depressivo grave e, no meu ponto de vista, as estatísticas não colocam os homens em primeiro lugar na incidência de depressão porque eles são muito resistentes em assumir suas dores emocionais, expor seus sentimentos e  procurar apoio profissional para as suas questões existenciais – mágoas, culpas, medos, baixa autoestima, sentimento de rejeição, etc.

Desde criança, o menino é educado para ser forte, engolir o choro, ser “homem” e não expressar seus sentimentos de forma espontânea. E isso, talvez, seja o que tem levado tantos homens – jovens, adultos e idosos – aos sintomas da depressão e à busca do autoextermínio como se isto pudesse dar fim à sua dor.

É triste esta realidade, mas precisa ser mudada. O que sugiro é que as mulheres em torno dos homens – na família ou no ambiente profissional –  tenham a sensibilidade de observar como eles vivem o seu cotidiano, o que andam lendo ou pesquisando, se eles sabem se cuidar – física, emocional e mentalmente -, e mostrar a eles que procurar tratamento não é sinal de fraqueza, e sim, uma demonstração de inteligência e amor próprio.   

Que você – homem que lê este artigo, neste momento -, possa vencer  o preconceito e a vergonha, permitir a fragilidade dos sentimentos, aceitar sua humanidade, e entender que o psiquiatra não é médico de  “doidos” (como diziam os ignorantes); ele juntamente com um psicoterapeuta são profissionais de qualidade de vida, que irão cuidar tanto do seu corpo, quanto da sua mente e alma, e poderão proporcionar a você a esperança de dias melhores, em que a sua vida volte a ter cor e alegria, que é o que você merece!

Pense nisso com carinho e coragem para expor suas dores emocionais a quem pode orientá-lo neste lindo caminho de cura, libertação e crescimento como pessoa e profissional.

 

(*Eliana Barbosa é psicoterapeuta, life coach, escritora e palestrante no campo do autodesenvolvimento. Contato: eliana@elianabarbosa.com.br ou +55 (34) 9 9972-4053)