Arquivo da categoria: VÍDEOS

COMO CONQUISTAR RECONHECIMENTO NO TRABALHO

(Autoria de Eliana Barbosa*)

 

Muitas pessoas me escrevem perguntando como é possível se manterem motivadas no trabalho sem o devido reconhecimento dos outros.

E a minha primeira resposta é sempre assim: Todo reconhecimento tem que vir de dentro para fora, ou seja, se você não se valoriza ou se acha inferior a todo mundo, jamais será reconhecido por um valor que você mesmo não percebe.

Então, eis aqui 8 dicas para você conquistar o reconhecimento em seu ambiente profissional:

  • Cuide de sua autoimagem –  Quando você se cuida e se aprecia, irradia uma energia de autoconfiança em suas atitudes e escolhas, e será admirado por isso.
  • Não se ofenda com as críticas e aprenda a distinguir aquelas que são invejosas daquelas que são construtivas, e faça bom uso delas.
  • Não se perturbe com as perseguições que você sofre. Veja-as como desafios que vão levá-lo a um melhor desempenho profissional.
  • Em paz com você mesmo, risque de seu dicionário a expressão “não consigo”, porque o impossível só existe até que alguém prove que é possível. Acredite em suas possibilidades!
  • Quando você demonstra insegurança em relação ao seu valor, você passa aos outros a ideia de que aceita qualquer abuso porque quer ser “bonzinho” e aceito por todos.  Este é um grave engano, porque as pessoas que são abusadas vão usar de sua generosidade, mas jamais irão valorizá-lo pelo que você é!
  • Se você quiser ser bem tratado por todos, seja justo, solidário, participativo e generoso, mas não seja “bonzinho”, porque “bonzinho”, na linguagem dos “folgados”,  é sinônimo de “bobinho”.
  • Entenda que você é muito importante! Você é uma pessoa única e especial!
  • E guarde bem: Nada de depender dos outros, porque toda mudança e reconhecimento só podem começar por você!
*Eliana Barbosa é psicoterapeuta, life coach, palestrante e escritora no campo do autodesenvolvimento, e apresentadora em TV e rádio - Contato: eliana@elianabarbosa.com.br

 

 

QUANDO OS FILHOS ERRAM

(Autoria de Eliana Barbosa*)

É muito comum entre os pais a preocupação excessiva em relação aos caminhos que seus filhos vão tomar na vida.

Afinal, o que você – pai ou mãe – deve fazer quando sente que as decisões de seu filho são erradas ou arriscadas: deixar que aja como bem entende e arque com as consequências, ou impedi-lo, impondo-lhe aquilo que você pensa que é o correto?

  • Esta é uma questão delicada. Enquanto seu filho estiver sob seu controle, menor de idade e dependente financeiramente, você podem até impedir alguns erros.
  • Porém, ao perceber que seu filho agiu mal, jamais encubra os erros dele. Se errou, ele – e não você – terá que reparar. Por exemplo, se você vir que o filho furtou uma bala que seja, faça-o voltar ao local, pedir desculpas e pagar. Essa vergonha que ele vai passar será uma valiosa lição para sua vida inteira. Toda vez em que pensar em fazer algo imoral ou ilegal, ele se lembrará desse episódio e sentirá mal com a própria atitude.
  • Caso seja adolescente, se preciso for, apele para o Juizado de Menores, que poderá ajudá-lo a colocar limites e procure um psiquiatra para avaliar os distúrbios de comportamento dele e medicar, se preciso for.
  • Independente da idade, não superproteja seu filho, não faça nada que seja responsabilidade dele. Deixe-o aprender a caminhar sozinho, tropeçar, cair e levantar. São estas pequenas superações que irão construir a autoestima dele.
  • Quando adulto e independente, cuidado para você não interferir de forma ostensiva. Seja sutil, porque não tem como impedir esse filho de arriscar ou de agir errado, e quanto mais você falar, menos ele o escutará, menos vai querer seguir seus conselhos.
  • Sugiro que você diga o seguinte, olho no olho: “Meu filho, você é livre para escolher seus caminhos, mas saiba que será responsável pelas consequências. Acima de tudo, eu te amo. O que não amo e não aprovo é o seu comportamento. E este, o comportamento, você pode mudar quando quiser. Eu vou apenas dar a minha opinião a respeito de suas escolhas e vou rezar para você.”
  • Se até Deus, o Pai Maior, permite que Seus filhos errem e aprendam com os erros, quem somos nós, simples humanos, para impedir que nossos filhos caiam, se levantem e cresçam?
  • E, finalizando, guarde bem: Limite é amor!
*Eliana Barbosa é psicoterapeuta, life coach, palestrante e escritora no campo do autodesenvolvimento, e apresentadora em TV e rádio - Contato: eliana@elianabarbosa.com.br

 

No vídeo, abaixo, com o psicoterapeuta e escritor Fernando Vieira Filho, saiba mais como lidar com os erros dos filhos: 

 

 

 

 

CONSELHOS DE UMA GRANDE MULHER – OPRAH WINFREY

oprah

A apresentadora de TV norte-americana Oprah Winfrey traz seus sábios conselhos, a respeito dos HOMENS  
  • Se um homem quer você, nada pode mantê-lo longe. Se ele não a quer, nada pode fazê-lo ficar.
  • Pare de dar desculpas (de arranjar justificativas) para um homem e seu comportamento.
  • Permita que sua intuição (ou espírito) a proteja das mágoas.
  • Pare de tentar se modificar para uma relação que não tem que acontecer.
  • Mais devagar é melhor. Nunca dedique sua vida a um homem antes que você encontre o que realmente a faz feliz.
  • Se uma relação terminar porque o homem não a tratou como você merecia, “mande pro inferno, esqueça!”, vocês não podem “ser amigos”. Um amigo não destrataria outro amigo.
  • Se você sente que ele está enrolando você, provavelmente é porque ele está mesmo. Não continue (a relação) porque você acha que “ele vai melhorar”. Você vai se chatear daqui um ano por continuar a relação quando as coisas ainda não estiverem melhores.
  • A única pessoa que você pode controlar em uma relação é você mesma.
  • Evite homens que têm um monte de filhos, e de um monte de mulheres diferentes. Ele não casou com elas quando elas ficaram grávidas, então, porque ele a trataria diferente?
  • Sempre tenha seu próprio círculo de amizade, separadamente do dele.
  • Coloque limites no modo como um homem a trata. Se algo a irritar, faça um escândalo.
  • Nunca deixe um homem saber de tudo. Mais tarde ele usará isso contra você.
  • Você não pode mudar o comportamento de um homem. A mudança vem de dentro.
  • Nunca o deixe sentir que ele é mais importante que você… mesmo se ele tiver um maior grau de escolaridade ou um emprego melhor.
  • Não o torne um semi-deus. Ele é um homem, nada além ou aquém disso.
  • Nunca deixe um homem definir quem você é.
  • Nunca pegue o homem de alguém emprestado. Se ele traiu alguém com você, ele a trairá também.
  • Um homem vai tratá-la do jeito que você permita que ele a trate.
  • Todos os homens NÃO são cachorros.
  • Você não deve ser a única a fazer tudo… Compromisso é uma via de mão dupla.
  • Você precisa de tempo para se cuidar entre as relações… Não há nada precioso quanto viajar… Veja as suas questões antes de um novo relacionamento.
  • Você nunca deve olhar para alguém sentindo que a pessoa irá completá-la… Uma relação consiste de dois indivíduos completos… Procure alguém que irá complementá-la… Não suplementar.
  • Namorar é bacana… mesmo se ele não for o esperado Sr. Correto.
  • Faça-o sentir falta de você algumas vezes… Quando um homem sempre sabe que você está lá, e que você está sempre disponível para ele – ele se acha…
  • Nunca se mude para a casa da mãe dele.
  • Nunca seja cúmplice de um homem.
  • Não se comprometa completamente com um homem que não lhe dá tudo o que você precisa. Mantenha-o em seu radar, mas conheça outros…
  • Compartilhe isso com outras mulheres e homens (de modo que eles saibam)… Você fará alguém sorrir, outros repensarem sobre as escolhas, e outras mulheres se prepararem.
  • Dizem que se gasta um minuto para encontrar alguém especial, uma hora para apreciar esse alguém, um dia para amá-lo e uma vida inteira para esquecê-lo.
  • “O medo de ficar sozinha faz que várias mulheres permaneçam em relações que são abusivas e lesivas” (Dr. Phill)
  • Você deve saber que você é a melhor coisa que pode acontecer para alguém e se um homem a destrata, é ele que vai perder uma coisa boa.
  • Se ele ficou atraído por você à primeira vista, saiba que ele não foi o único. Todos eles estão vendo você, então você tem várias opções. Faça a escolha certa.Meninas, cuidem bem de seus corações…

150px-Oprah_Winfrey_Signature.svg

 

E, se mesmo com estas dicas, você ainda se sente frágil, precisando melhorar sua autoestima e autoconfiança, e aprender a se relacionar de forma saudável e positiva, então EU TE CONVIDO:

projeto-voce-melhor-em-30-dias

 

 

 

 

VOCÊ TEM MEDO DE CASAR? Entrevista para Folha Universal

c43f872959

ENTREVISTA COM ELIANA BARBOSA PARA MATÉRIA DA FOLHA UNIVERSAL, PUBLICADA EM FEVEREIRO DE 2018 (JORNALISTA JANAINA MEDEIROS) 

1 – Por que algumas pessoas têm medo de se casar ou de assumir um compromisso sério com alguém? (Mulheres e homens).

Esse receio de se casar ou assumir um compromisso mais sério com alguém pode ter várias causas, dentre elas as crenças limitantes em relação a casamento, geralmente originárias de algum trauma com o casamento dos pais, e também o medo de perder a liberdade, de ter que dar satisfação dos seus passos para outra pessoa, e até egoísmo mesmo, por não querer dividir sua vida com mais ninguém.

2 – Há casos em que existe uma fobia mesmo?

 Sim, existe aquele medo incontrolável e excessivo do casamento ou do compromisso, chamado de Gamofobia, geralmente decorrente de algum trauma, e causador de grande sofrimento emocional, devido às ideias pessimistas em relação à vida a dois, também por causa da estranheza desse medo e a culpa que pode gerar na pessoa que o tem.

3 – Por que muitas pessoas que se desiludem sentimentalmente pensam em viver por muito tempo sozinhas?

Talvez pela dor da experiência negativa que passaram, muitas pessoas optam por uma vida mais solitária, o que, a meu ver, não é ruim. Depois de uma decepção amorosa é sempre bom a pessoa tomar um tempo para resgatar o seu amor próprio, aprimorar sua autoestima e autoconfiança, para que possa, em um novo momento, atrair alguém também inteiro e descomplicado. O grande erro que vejo são pessoas que sofreram desilusão no amor procurar a cura em um novo relacionamento. Isso nunca dá certo, porque ninguém deve ser remédio para o outro, ou muleta para as deficiências emocionais do outro.  É preciso estar bem para atrair alguém com quem valha a pena compartilhar a própria vida.

 4 – Ultimamente, temos visto noticias de mulheres se casando consigo mesmas, mostrando que são bem mais realizadas solteiras. Os defensores do autocasamento dizem que isso se trata de amor próprio e aceitação individuais. Elas estão camuflando, mascarando uma situação, um bem-estar que não é verdadeiro? Comente sobre isso. 

Cada caso é um caso, é impossível julgar sem conhecer as pessoas. Pode ser que haja casos de mulheres que tomam essa atitude numa forma de demonstrar que estão bem resolvidas em relação à vida solitária, ou que usem esse ritual para marcarem uma nova etapa de suas vidas. Na verdade, mesmo sem ritual, todas as mulheres e os homens deveriam se lembrar de que o seu primeiro e maior amor precisa ser por eles mesmos, com autoaceitação e disposição para serem melhores, dia a dia. Só quem se ama e se respeita de verdade é capaz de atrair amor e respeito para uma vida a dois leve e tranquila.

 5 – Muitas pessoas tem uma ideia errada do casamento como instituição?

Acredito que sim, talvez pelas crenças (aquelas “verdades”) que os pais incutiram em suas cabeças, ao longo de sua criação.  Por exemplo: Muitos homens cresceram ouvindo que casamento é prisão, e as mulheres ouviam que casamento é sacrifício. Ter esse tipo de crença leva muita gente a temer ou mesmo correr do casamento.

 6 – Algumas pessoas tem uma experiência anterior ruim na vida amorosa e aí dizem: “antes só do que mal acompanhada”. Sabemos que se o relacionamento era muito mal, abusivo, lhe prejudicava, era melhor que tivesse terminado mesmo. Porém, porque a pessoa não pode pensar da seguinte forma: “antes bem acompanhado do que mal acompanhado” e, daí, lutar para ter um bom relacionamento?

Pois é, mas para conseguir atrair para sua vida alguém que seja um bom companheiro, a pessoa precisa primeiro se sentir a sua melhor companhia, estar bem com a sua própria presença. Os fracassos e decepções nas relações acontecem, de forma geral, justamente porque as pessoas colocam mais expectativas e amor nos parceiros do que em si mesmas, em primeiro lugar. 

7 –  O que a pessoa que já passou por uma desilusão amorosa pode fazer para não sentir “medo” de se casar ou de ter um compromisso sério?

O primeiro passo é resgatar sua autoestima, aprender a se valorizar e parar de mendigar o amor dos outros. Quando a pessoa estiver se sentindo bem com ela mesma, autoconfiante, todo o medo de se comprometer irá se desfazer, porque ela sabe que merece agora ser amada e respeitada da mesma forma como ela se ama e se respeita.

8 – Como a pessoa pode parar de alimentar esse medo?

Além de trabalhar o aprimoramento de sua autoestima, eu sempre aconselho que a pessoa pare de comentar suas mazelas no amor, as decepções pelas quais passou, e comece a observar, ao seu redor, quantas uniões são felizes e duradouras, e aprenda como se comportam esses parceiros. Outra dica é usar a gratidão por antecipação, repetindo pra si mesmo, dia e noite, noite e dia: “Sou feliz e grato pelo relacionamento maravilhoso que tenho, muito obrigado!” Esta é uma boa tática para colocar a Lei da Atração em ação.

(Eliana Barbosa é psicoterapeuta, life coach, escritora e palestrante no campo do autodesenvolvimento. Contato: www.elianabarbosa.com.br e eliana@elianabarbosa.com.br )

Link da matéria (resumida), no site da Folha Universal:  https://www.universal.org/noticias/voce-tem-medo-de-casar

E, abaixo, um vídeo que gravei para complementar essa matéria, apresentado na Realidade Aumentada, para os leitores do jornal:

 

 

ATENDIMENTOS 2

PROMESSA DE ANO NOVO

ABUNDÂNCIA-FOTO-DE-CAPA-E-FOTO-02

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Ao final de todos os anos, sempre me pergunto o que eu poderia estipular como promessa de melhoria interior para o novo ciclo que vai se iniciar, e assim, vou buscando crescer como ser humano.

Então, neste ano, quero convidar você para me acompanhar em um compromisso de Ano Novo que vai não só mudar nossas vidas pessoais e profissionais, mas também a energia do nosso Brasil…

Vou te contar de onde veio essa ideia: Certa vez perguntaram a minha opinião a respeito da prosperidade dos EUA, país que gosto muito de visitar e espero terminar minha vida residindo lá. E, eis aqui a minha explicação para tamanha prosperidade: As pessoas valorizam o trabalho uns dos outros, não pechincham na hora de pagar e, o melhor, lá há a cultura da gorjeta, da gratificação por um trabalho bem feito, e isso é admirável e estimulante!

A cultura da gorjeta, a meu ver, faz a roda da abundância girar para um povo que é generoso, amável, gerando uma energia de autoestima e de prazer pelo bem feito.

Aqui no Brasil, herdeiros que somos de uma perversa cultura colonialista e escravagista, há quem ache bonito comprar produtos de grife, mas se ofende quando um profissional liberal dá um preço por seus serviços. A mentalidade daqui é egoísta, em que as pessoas sempre acham que seu próprio dinheiro vale mais que o trabalho dos outros.

Por isso, hoje, às vésperas de um Novo Ano, eu te convido a, juntos, começarmos a premiar, com gorjetas, ou mesmo lembranças, aquelas pessoas que nos prestam bons serviços, seja em uma loja, em um salão de beleza, um pedreiro, pintor, eletricista, garçom (e entregue diretamente pra ele), um médico, dentista, terapeuta, advogado, engenheiro, e etc…

É sempre bom ter em mente que para recebermos da Vida, é preciso antes nos disponibilizar a doar. Você já pensou que surpresa nós  iremos causar às pessoas cujos serviços foram merecedores de valorização? Já pensou na boa energia que irá retornar para cada um de nós?

Chega de reclamar da miséria moral e financeira deste país! Hora de agir!

Finalizando, então, deixo aqui, o meu convite para que, juntos, criemos um círculo virtuoso de prosperidade, onde as pessoas irão trabalhar e servir com mais alegria e entusiasmo.

E vamos nos vigiar até que este ato se torne um hábito!

Feliz Novo Ano pra você, e, por favor, compartilhe essa ideia!!!

Eliana Barbosa é life coach, psicoterapeuta, articulista de jornais e de revistas de circulação nacional e internacional, autora de vários livros no campo do autodesenvolvimento,  apresentadora de programas em TV e rádio, e ministra  palestras e cursos transformacionais no Brasil e nos Estados Unidos.

Contato: eliana@elianabarbosa.com.br

 

 
ATENDIMENTOS 2

5 SENTIMENTOS TÓXICOS QUE AFASTAM A PROSPERIDADE

as-consequências-da-negatividade

(Autoria de Eliana Barbosa*)

Em meus atendimentos e palestras, ensino como trocar sentimentos negativos por positivos, otimistas e construtivos.

Sabendo que sua vida é um reflexo de seu mundo interior, de seus pensamentos, sentimentos, emoções, crenças e preces, veja, então, como combater 5 sentimentos tóxicos que afastam a prosperidade de você (sempre lembrando que a prosperidade é composta pela boa saúde, bons relacionamentos e dinheiro):

  1. RESSENTIMENTO – Guardar rancor de alguém é estocar lixo dentro de você, que, mais dia menos dia, se transformará em doença ou problemas financeiros. Decida perdoar, lembrando que o perdão não é esquecimento das ofensas no sentido de perder a memória, e sim, no sentido de “deixar de lado” e colocar o ofensor em uma posição de “desimportância” em sua vida.
  2. CULPA – Sentimento improdutivo que sabota a sua felicidade e o seu sucesso. Se hoje você se sente incapaz de cometer os mesmos erros do passado, então é porque você evoluiu e merece uma chance para mudar. Minha dica é um exercício de autoperdão, onde você vai falar para sua imagem no espelho, duas vezes ao dia (ao acordar e antes de deitar), 21 vezes, a seguinte declaração: “Eu me perdoo e me liberto para ser feliz! Eu mereço!”
  3. INVEJAAo invés de ficar se comparando a quem é melhor do que você, faça um trabalho interior de autocomparação, ou seja, veja como hoje você é uma pessoa mais experiente e capaz do que era anos atrás, e valorize-se!
  4. INFLEXIBILIDADETenha compaixão e paciência com aqueles que não são como você. Aprenda a se colocar no lugar dos outros, sentir o que eles sentem, entender o ponto de vista deles, e, assim, seus pensamentos se tornarão mais leves e flexíveis.
  5. MEDOS – Falo aqui dos medos que sua mente cria para bloquear seus caminhos – medo do mal dos outros, do sucesso, da pobreza, de ficar sozinho, das doenças, da velhice, etc… A melhor forma de combater estes medos é usando sua imaginação para se ver feliz e realizado, cheio de boas energias e livre de qualquer temor. Assim, amplie sua fé em Deus e faça a sua parte naquilo em que é possível agir. Sempre digo que o Universo adora apoiar quem sabe o que quer!
Guarde bem: Curar sentimentos é abrir-se para a prosperidade que você merece em sua vida!

ATENDIMENTOS 2